Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > 1ª Defesa de Tese de Doutorado do PPG em Ciência e Engenharia dos Materiais
Início do conteúdo da página

1ª Defesa de Tese de Doutorado do PPG em Ciência e Engenharia dos Materiais

Imprimir
Publicado: Quinta, 13 de Dezembro de 2018, 10h15

A primeira Defesa de Tese de Doutorado do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia dos Materiais (PPGCM), da Universidade Federal do Piauí (UFPI), será realizada no dia 23 de janeiro de 2019, às 14h30, no Auditório do Programa de Pós-Graduação em Ciência e Engenharia dos Materiais. O doutorando Ferdinando Marco Rodrigues Borges possui graduação em Engenharia Mecânica pela Universidade Estadual do Maranhão (UEMA), mestre em Engenharia de Materiais pelo Instituto Federal de Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) e doutorando em Ciência e Engenharia dos Materiais na Universidade Federal do Piauí (UFPI), atuando em Nitretação a Plasma de Materiais Metálicos, sob a orientação do Prof. Dr. Rômulo Ribeiro Magalhães de Sousa.

O doutorando Ferdinando Borges realizou o Exame de Qualificação de Tese de Doutorado em março de 2018 com apenas 32 meses de curso e a defesa será realizada com 6 meses de antecedência do prazo previsto de 48 meses, além disso, o mesmo encontra-se com um artigo aceito e outro submetido, conforme exigências do PPG em Ciência e Engenharia dos Materiais para realizar sua Defesa de Tese de Doutorado.


Qualificação de Tese realizada em março de 2018

"NITRETAÇÃO A PLASMA DE JUNTAS SOLDADAS DE AÇOS SUPERDUPLEX" é o título da tese de doutorado que será defendida. O pesquisador é o primeiro da turma de 2015.2 a realizar a defesa de doutorado do PPGCM, que possui sua banca composta pelos Professores Doutores: Rômulo Ribeiro Magalhães de Sousa (UFPI), Valdemar Silva Leal (IFMA), José Ribeiro Dos Santos Júnior (UFPI), Eden Santos Silva (IFMA), José Francisco Dos Reis Sobrinho (IFPI), André Pereira Santana (IFMA) e tendo como suplente o Professor Dr. Francisco Cardoso Figueiredo (UFPI). 

A tese faz um estudo na região da solda de um aço inoxidável muito utilizado em plataformas petrolíferas e indústrias petroquímicas. Sabe-se que os aços inoxidáveis não possuem propriedades de desgaste apreciáveis. Pode-se verificar isto em desgastes consideráveis causados pelo atrito entre cabos — que levam ferramentas para o interior de poços — ou materiais rochosos. Utiliza-se um tratamento chamado nitretação a plasma para melhoria da propriedade citada acima. A nitretação proporciona uma camada superficial com excelente resistência ao desgaste e sem perda significativa na resistência à corrosão. Neste trabalho, duas técnicas de nitretação a plasma foram utilizadas nas temperaturas de 400 °C e 450 °C por 5 (cinco) horas: a nitretação convencional (NC) e nitretação com gaiola catódica (NGC). A principal diferença entre as duas técnicas é que com o uso da gaiola catódica, os átomos são “arrancados” da superfície da gaiola e se combinam com o gás reativo na atmosfera do plasma, formando compostos que se depositam na superfície da amostra, e na nitretação convencional a ejeção dos átomos ocorre na própria amostra. Com o aumento da temperatura do tratamento para 450 °C, os percentuais nos valores médios de dureza aumentaram em 233 % na NC e 330 % na NGC. Além das amostras nitretadas em gaiola catódica exibirem maiores valores de microdureza que o tratamento convencional, estes também foram mais uniformes.

Fim do conteúdo da página