Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Copese divulga resultado do Exame de Proficiência em Língua Estrangeira
Início do conteúdo da página

MAP-UFPI celebra 17ª Semana Nacional de Museus

Imprimir
Publicado: Terça, 14 de Maio de 2019, 14h51

 DSC009520190514120407

Na última segunda-feira (13), o Museu de Arqueologia e Paleontologia da Universidade Federal do Piauí (MAP) promoveu a abertura da 17ª Semana Nacional de Museus (SNM), que este ano celebra a temática "Museus como Núcleos Culturais: o Futuro das Tradições".

O início do evento foi marcado por uma oficina de artesanato com a comunidade Barro Vermelho (PI) e pela apresentação musical do grupo "Quarteto de Cordas", formado por membros do Curso de Música da UFPI. “O evento é uma celebração aoDia Internacional de Museus, comemorado em 18 de maio. Todo ano nós realizamos palestras, oficinas, exposições e bate-papos para gerar um maior envolvimento do Museu com a comunidade em geral”, conta Renata Quaresma, Coordenadora do MAP.

A arte de Barro Vermelho

“No início eu fui chamada de louca, mas eu sempre acreditei que a educação transforma", conta Maria Regina Alves, idealizadora do programa educativo na comunidade Barro Vermelho, localizada no litoral piauiense. Desde 2003, ela percebeu a oportunidade de montar um espaço que priorizasse atividades de geração de conhecimento para os moradores e que ajudasse problemas que assolavam a região, como analfabetismo e evasão escolar. "Quando eu cheguei em Barro Vermelho, havia muitos artesãos que trabalhavam de forma individual e, então, enxerguei a necessidade de uma organização. Mesmo com a estrutura precária, logo no início focamos em trazer professores para dentro do espaço”.

Atualmente graduanda do Curso de Educação do Campo na UFPI, Maria Regina presencia o trabalho de mais de 15 anos sendo repassado entre as gerações da comunidade. “Me considero um resultado do centro cultural de Barro Vermelho, porque hoje estou fazendo meu curso superior por causa da motivação deste projeto. Há tempos atrás eu não acreditava nesta possibilidade e hoje eu busco trazer as pessoas da comunidade para a universidade”, diz emocionada.

 DSC010220190514120603

Maria Regina Alves é a idealizadora do programa educativo em Barro Vermelho que atende 400 jovens

Hoje, o espaço cultural promove o atendimento de 400 crianças e adolescentes, na faixa etária de 1 a 15 anos, e, além da argila, é conhecido pelas aulas de dança e teatro. Pedro Alexandre Maia, 26 anos, é membro do projeto desde a adolescência e hoje ensina o que aprendeu ao longo dos anos. “Onde eu moro, se não tivesse esta atividade social, provavelmente eu não estaria mais aqui. Batalhei para conseguir fazer minha arte e hoje nas aulas é gratificante ver um sorriso na cara de cada um. Acredito que cada oficina está movimentando a aprendizagem deles para promover o bem”, diz Alexandre.

 DSC002120190514120906

Pedro Alexandre Maia é morador de Barro Vermelho e hoje repassa o conhecimento adquirido com o projeto

 DSC005120190514121443

Moradores da comunidade Barro Vermelho ensinam técnicas em artesanato para os presentes

 DSC006220190514122558

Ana Luiza Costa assina obra autoral em atividade com argila

Ainda na segunda, a programação se estendeu com o bate-papo “O futuro das tradições Folclóricas do Piauí”, com a participação de Wellington Sampaio e Agenor Abreu. Nesta edição, o Museu de Arqueologia e Paleontologia da UFPI se junta a outras 1.114 instituições de cultura de todo o país participantes da temporada. A Semana de Museus 2019 continua repleta de atrações até o dia 19 de maio. 

 DSC015820190514121931

17ª Semana de Museus no MAP rende certificado aos acadêmicos participantes

Para mais informações confira o site: ufpi.br/map

Fim do conteúdo da página