Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Confira a programação da Semana do Calouro de Arqueologia
Início do conteúdo da página

HU-UFPI implanta Enfermagem Primária

Imprimir
Publicado: Segunda, 21 de Maio de 2018, 15h17

 

Enfermagem FOto (Large).jpg

 

O método tem como vantagem principal o estabelecimento de laços entre paciente, família e profissional de enfermagem. O assunto, a exemplo de outros, integra “A Centralidade da Enfermagem nas Dimensões do Cuidar”, tema da 6ª Semana de Enfermagem do Hospital. O Hospital Universitário da Universidade Federal do Piauí (HU-UFPI), filiado à Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), adotou a Enfermagem Primária, modelo de assistência que, entre outros aspectos, valoriza a humanização da assistência, estabelecendo laços estreitos entre paciente, família e enfermeiro. “No HU-UFPI, esse método melhorou a assistência, permitiu um cuidado integral desde a admissão até a alta, favorecendo o maior vínculo paciente-família- equipe assistencial”, explica a enfermeira Zélia Madeira, Gerente de Atenção à Saúde do Hospital e professora do Departamento de Enfermagem da UFPI.

O conceito de Enfermagem Primária (Primary Nursing) tem origem nos Estados Unidos, ao final dos anos sessenta, tendo se destacado também na Inglaterra, na década de oitenta. O HU-UFPI é um dos poucos hospitais do país a adotar o modelo.

O método, cuja implantação ocorre sob a responsabilidade da Divisão de Enfermagem do Hospital, demanda mais autonomia e responsabilidades aos enfermeiros. “O Primary Nursing é um método sistemático de organizar o trabalho de enfermagem, garantindo autonomia e responsabilidade do enfermeiro”, aponta Zélia Madeira.

Na Enfermagem Primária, há um enfermeiro principal para cada grupo de pacientes, que, no HU-UFPI, é chamado de Enfermeiro Primário, sendo ele referência de cuidados na instituição para os pacientes e seus familiares. Os demais, são enfermeiros associados, que, na ausência do primário, seguem os planos de cuidados traçados por este. Os associados podem ser, para outros pacientes, o enfermeiro primário. E vice-versa. “Há uma otimização do tempo, uma vez que o enfermeiro já conhece o paciente. O método também permite melhor supervisão. Além disso, há um olhar holístico sobre o paciente, indo além de seu problema de saúde”, relata Sheyla Gomes, da equipe de enfermeiros do Hospital.

Em geral, os pacientes ficam mais satisfeitos, em razão do aumento e da qualidade das interações com um enfermeiro que possui conhecimentos específicos sobre eles, permitindo uma atmosfera de confiança e de comunicação mais aberta. Os demais profissionais da saúde, como médicos, terapeutas e nutricionistas, também preferem interagir com um enfermeiro que esteja melhor informado acerca do paciente. “Os pacientes do HU-UFPI têm reagido positivamente, a ponto de registrarem os nomes dos enfermeiros na ouvidoria do Hospital, acompanhados de elogios”, completa Gomes.

No que se refere aos cuidados de enfermagem, o Enfermeiro Primário é responsável pela avaliação inicial, diagnóstico, planejamento, prescrição, implementação e avaliação final, bem como por supervisionar os cuidados implementados. Há ainda, o enfermeiro-referência, responsável pela administração geral, e o enfermeiro-especialista, que atua em casos específicos e que já existia no modelo anterior, mas teve seu trabalho facilitado com a Enfermagem Primária.

Semana de Enfermagem

A Enfermagem Primária foi um dos assuntos discutidos na 6ª Semana de Enfermagem do HU-UFPI, que ocorreu de 12 a 18 de maio, sob o tema “A Centralidade da Enfermagem nas Dimensões do Cuidar”.

O evento foi aberto com uma missa em ação de graças e contou com minicursos, palestras, mesas-redondas, atividades culturais, além da 3ª Mostra Científica de Experiências Exitosas em Enfermagem. “A programação da Semana de Enfermagem denota como os profissionais da área estão comprometidos com a missão de desenvolver o ensino, a pesquisa e a extensão no HU-UFPI, a fim de formar enfermeiros com excelência e transformar o cuidar”, observa a enfermeira Roxana Mesquita, integrante da Comissão Organizadora do evento.

A Semana de Enfermagem do HU-UFPI está inserida na Semana Brasileira de Enfermagem, promovida pela Associação Brasileira de Enfermagem (Aben) e que ocorre desde 1940. O evento do HU-UFPI foi realizado pela Divisão de Enfermagem do Hospital e teve o apoio da Aben/PI e do Conselho Regional de Enfermagem do Piauí (Coren/PI).

Sobre a Ebserh

Desde abril de 2013, o HU-UFPI é filiado à Ebserh, estatal vinculada ao Ministério da Educação que atua na gestão de hospitais universitários federais. O objetivo é, em parceria com as universidades, aperfeiçoar os serviços de atendimento à população, por meio do SUS, e promover o ensino e a pesquisa nas unidades filiadas.

A empresa, criada em dezembro de 2011, administra atualmente 40 hospitais e é responsável pela gestão do Programa Nacional de Reestruturação dos Hospitais Universitários Federais (Rehuf), que contempla ações nas 50 unidades existentes no país, incluindo as não filiadas à Ebserh.

Fim do conteúdo da página