Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - UFPI > Diretor do Colégio Técnico de Teresina recebe Título de Cidadania Teresinense
Início do conteúdo da página

Grupos de Discussões Temáticas (GDT’s) marcam 2º dia do I Simpósio Piauiense de Comunicação e Direitos Humanos

Imprimir
Publicado: Segunda, 02 de Dezembro de 2019, 14h46

Na última sexta-feira (29), no 2º dia do I Simpósio Piauiense de Comunicação e Direitos Humanos, da Universidade Federal do Piauí (UFPI), aconteceram os Grupos de Discussões Temáticas (GDT’s), que trataram os temas Gênero e Mídia, Minorias e Discursos de Ódio, Mídia e Direitos Humanos e Desafios na Era da Internet.

20191104 1048242019110410505720191202121443

O coordenador do evento, Luan Matheus Santana, mestrando do Programa de Pós-graduação em Comunicação (PPGCOM), propôs por meio dos GDT's a reflexão acerca dos direitos humanos. Ele considera a importância sobre as discussões voltadas a esse assunto e de ser esse um tema bastante atual diante das violações que acontecem nas redes sociais e na mídia tradicional. Ele reconhece a comunicação como um elemento cental, tanto nas violações dos direitos humanos como também na defesa e na salvaguarda desses direitos.

"Foi no sentido de refletir e entender sobre esses direitos, para quê servem, e qual nosso papel enquanto comunicador dentro desse processo, que nós idealizamos realizar uma discussão geral, mas também específica, sobre alguns temas, como gênero, racismo, machismo, e outros mais. Nosso objetivo é ampliar essa discussão, trazer ela para os estudantes da UFPI e de outras instituições. A ideia é que o simpósio não acabe hoje, mas que as discussões que nós iniciamos aqui sejam o primeiro passo de um processo mais duradouro de discussão e aprofundamento da questão dos direitos humanos e da comunicação", declarou Luan Santana.

comunicaçãoedireitoshumanos 720191202121636

Luan Matheus Santana, aluno do PPGCOM

O eixo sobre Minorias e Discurso de Ódio teve como mediador Luze Silva, aluno do 6º período de Comunicação Social - Jornalismo, que apresentou seu artigo sobre o processo de hipersexualização do gay negro que acontece dentro de um aplicativo de relacionamento. "Precisamos fazer essa discussão que envolve toda uma questão corporal, de direito do corpo, além de uma reflexão sobre a imagem que é construída do negro e, mais especificamente, do gay negro dentro desse aplicativo de relacionamento. Essa imagem estereótipada e muito problemática é resultado de um processo de escravidão que durante muitos séculos aconteceu aqui no Brasil e que gerou estigmas com base em ideias super generalizadas", afirmou ele, que finalizou falando sobre suas expectativas acerca do Simpósio para a comunidade acadêmica. "O que a gente espera desse evento é que ele funcione de fato como uma forma de lançar luz a essas discussões em defesa das minorias, com atenção a uma comunicação mais responsável e humana. Que consigamos, de fato, ter uma comunicação que respeite a todos e que amplie a ideia de igualdade e equidade social".

comunicaçãoedireitoshumanos 220191202122436

Luze Silva, aluno do 6º período de Comunicação Social - Jornalismo e mediador do Eixo Minorias e Discurso de Ódio

A jornalista Maura Vitória Carvalho Freitas foi convidada para mediar a mesa de Mídia e Direitos Humanos. "Nós iremos apresentar 5 artigos nessa temática, de como os direitos humanos são mostrados na mídia, e em específico no telejornalismo do Piauí. Temos como objetivo discutir os direitos humanos na comunicação, pois a gente vê muito isso nas outras áreas e não na comunicação", disse.

Ana Carolina de Carvalho, graduanda do 6º período de Comunicação Social - Jornalismo, foi mediadora do grupo Gênero e Mídia. O grupo discutiu como o femininsmo e o gênero está em debate nas mídias, tanto digitais quanto do meio jornalístico.

comunicaçãoedireitoshumanos20191202122124

Grupo discute os direitos humanos na comunicação

Confira mais fotos aqui.  

Fim do conteúdo da página