Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias - PARFOR > Prêmio Professores do Brasil está com inscrições abertas
Início do conteúdo da página

“PARFOR INDICA” - SEMANA DE HISTÓRIA

Imprimir
Publicado: Segunda, 29 de Junho de 2020, 08h37

 

 

 

O “PARFOR INDICA” tem como objetivo incentivar a leitura através do compartilhamento de sugestões de obras literárias (livro, revista, reportagem, resenha e outras produções acadêmicas) com vista à ampliação da capacidade reflexiva e crítica.

A ação faz parte do projeto de incentivo à leitura do Parfor/UFPI e inclui a indicação de obras literárias de diversos gêneros, como romance, conto, poesia, drama, além de produções didáticas. Considerando que todos, sem exceção, têm o direito de acesso à educação, é fundamental que as sugestões de leitura incluam obras em Língua Brasileira de Sinais (LIBRAS) e também tácteis, através do sistema Braille, para atender as necessidades das pessoas surdas e invisuais/cegas, em consonância com os princípios da perspectiva de educação inclusiva.

“PARFOR INDICA” é um espaço para compartilhar a sua opinião sobre obras que você leu e gostou muito, de modo a instigar a leitura dessas produções por outros leitores. Essas dicas de leitura serão disponibilizadas semanalmente no instagram (@parfor.ufpi) e no facebook (Parfor/Ufpi).

Os títulos devem ser indicados por meio de comentários simples, porém criativos, de modo a suscitar a imaginação e instigar a curiosidade de outros leitores.

Ao compartilhar sua sugestão de leitura, destaque o motivo pelo qual você indica a obra e marque a(s) pessoa(s) que você gostaria que lesse(m) a obra indicada. Sempre que possível informe também o link de acesso ao e-book ou envie o arquivo em PDF para viabilizar o acesso à obra, através de mensagem de e-mail para o endereço eletrônico , com o seguinte título: PARFOR INDICA. Participe e faça você também sua indicação!!! Sua sugestão será muito bem vinda!!!

Esperamos contar com a participação efetiva dos cursistas e professores formadores vinculados ao Parfor/UFPI, assim como dos coordenadores institucionais (geral, de curso e locais) e do pessoal que integra a equipe de apoio do Programa.

Nesta semana (29/06 a 03/07), contamos com a indicação de cinco livros com temáticas de História, indicados pela coordenadora do curso, Bartira Araújo da Silva Viana. Basta clicar na imagem da capa para ter acesso ao livro.Boa leitura!

 

Livro: DITADURA MILITAR NO BRASIL: A VEZ E A VOZ DOS PERSEGUIDOS

 

Autor: Afonso Celso Scocuglia

Sinopse: O livro está composto de três partes. Na primeira parte identificamos os sujeitos destas histórias e na segunda colocamos resumos dos depoimentos contidos nos processos ajuizados. Na terceira parte reproduzimos o projeto original (inclusas as referências, fontes e bibliografia) das nossas pesquisas na UFPB que contam com o apoio do CNPq com Bolsa de Produtividade em Pesquisa, há vários anos. Nas considerações finais inserimos algumas reflexões que focam as conexões necessárias entre o nosso projeto de pesquisa original sobre os Inquéritos Policiais Militares (IPMs) e o conteúdo deste livro.

 

Livro: A HISTÓRIA DAS IDEIAS DE PAULO FREIRE E A ATUAL CRISE DE PARADIGMAS

Autor: Afonso Celso Scocuglia

Sinopse: Nosso trabalho constitui-se em partes distintas, que existem “em si” e podem ser lidas em separado, embora o leitor possa (e deva) relacioná-las. Na 1ª PARTE, pretendemos captar as relações entre educação e política ao longo da construção do discurso de Paulo Freire, nas três últimas décadas e, com isso, construir uma história das suas ideias político-pedagógicas. Na 2ª PARTE, há uma reflexão sobre a crise de paradigmas que nos preocupa na atualidade. Partindo das contribuições de vários autores, as reflexões contidas neste tópico procuram aproximação com os transbordamentos da crise em direção a outros paradigmas e a “outras razões”. Finalmente, retornamos a Paulo Freire, na 3ª PARTE, buscando seus últimos escritos que envolvem história, política e educação, sob a perspectiva da “crise” na qual mergulhamos. Destacam-se, aqui, os combates aos determinismos e às ortodoxias que servem de obstáculo ao desenvolvimento do conhecimento (individual e coletivo) nas sociedades do presente.

 

Livro: ANTROPOLOGIA E TURISMO: COLETÂNEA FRANCO-BRASILEIRA

Autor: Patrícia Ramiro

Sinopse: A coletânea foca na discussão teórica da produção antropológica sobre o turismo e pesquisas etnográficas. Os olhares antropológicos das transformações socioculturais em curso, quer ocorram no Seridó norte rio-grandense ou no Brejo paraibano do Nordeste brasileiro, na Malásia ou mesmo no interior da França ilustram de que forma conceitos como autenticidade, tradição e território, permeiam os discursos acionados para atribuir significado a essa prática social que é o turismo.

 

Livro: AFRICANIDADES, AFROBRASILIDADES E PROCESSO (DES)COLONIZADOR: CONTRIBUIÇÕES À IMPLEMENTAÇÃO DA LEI 10.639/03

Autores: Maria de Fátima Garcia e José Antonio Novaes da Silva

Sinopse: O livro Africanidades, afrobrasilidades e processo (des)colonizador: contribuições à implementação da Lei 10.639/03 chegou em boa hora. Nesses tempos de tantos retrocessos que atingem os direitos das brasileiras e dos brasileiros, precisamos muito de produções teóricas com esse teor e com as novidades das análises aqui presentes. Necessitamos de mais obras alicerçadas em um conhecimento emancipatório e descolonizador.

 

Livro: VISÕES DA ÁFRICA, CULTURA HISTÓRICA E AFRO-BRASILIDADES (1944-1988)

Autor: Elio Chaves Flores

Sinopse: O propósito de estudar os intelectuais negros a partir de suas inserções nos saberes históricos sobre a África visa contribuir para os movimentos sociais afro-brasileiros (pretos e pardos) assim como aprofundar os estudos sobre a matriz cultural africana no Brasil contemporâneo e aproximar a história dos afro-brasileiros à história dos africanos, o que os estudiosos vem chamando de história do “Atlântico negro”. As contribuições de uma obra sobre os intelectuais negros e seus postulados africanos, suas reivindicações por uma interpretação da história mais identificada com as historicidades e agências das populações negras e afro-diasporicas, inserem- se no campo da História da África e da Diáspora (Moderna e Contemporânea). 

Fim do conteúdo da página